sexta-feira, 22 de julho de 2011

Campanha educativa contra a dengue com Ana Folha e a turma do lixão

                
                                         Por Luciana Ribeiro
                                         Ilustração: Juliana Ribeiro 
   
                                
O desafio enfrentado para educar o cidadão para evitar ou acabar com o mosquito da dengue (aedes aegypti) nas cidades do Brasil, tem sido busca constante para a mobilização de ações preventivas, por exemplo: evitar o acúmulo de água parada em potes, pneus, garrafas e outras realizadas por parte e órgãos competentes que zelam pela preservação do meio ambiente.
Para efetivar tais ações em quaisquer meio de convivência humana, recomenda-se também a separação e a reciclagem do lixo seco (garrafa, papel, lata, plástico) e orgânico (restos de comidas e outros) para viabilizar melhor o combate do mosquito. Dessa forma, facilitando a compreensão e participação de todos, por meio da educação socioambiental contextualizada, crítica, cidadã e sustentável, inclusive sendo propiciada na escola, na empresa, na igreja e nos espaços de convivência social.
Entretanto, o cidadão para apoiar os trabalhos de prevenção contra a dengue, necessita estar bem amparado por esclarecimentos baseado nos conhecimentos, que o alertem sobre os malefícios oriundos dos lixos despejados nas cidades sem o tratamento adequado, os quais provocam inúmeras doenças, por exemplo: diarréia, febre tifóide, cólera, tétano, leptospirose, leishmaniose e outras que prejudicam o bem-estar do meio ambiente.
Considera-se então, que o debate dos problemas inerentes ao mosquito precisa ser redimensionado e complementado de fato para o enfrentamento urgente da problemática dos lixos que degradam a qualidade de vida nas cidades.
Acesse para saber mais:

3 comentários:

  1. Prezados do JORNAL MEIO AMBIENTE,
    Olá!
    Muito grata pela bonita divulgação!
    Gostei muito de ver: "meus bebês verdes" sendo publicados na página ecológica!
    Divulguemos boas ações educativas, as quais necessitam ser democratizadas para o BRASIL!..
    Abraços verdes/Luciana Ribeiro

    ResponderExcluir
  2. Evitar a proliferação da dengue depende de cada um de nós. Além de cuidar da sua casa, falar com seus vizinhos, manter contato com sua prefeitura sobre focos da doença, você pode utilizar esse espaço para conscientização.
    Seja parceiro do Ministério da Saúde na mobilização contra o mosquito da Dengue. Divulgue em seu blog nosso material. Entre em contato com comunicacao@saude.gov.br e solicite o selo, participe da campanha.
    Saiba mais: http://bit.ly/bMMVKT
    Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude

    ResponderExcluir
  3. Luciana, sua iniciativa será sempre bem vinda ao meio, e todos nós somos agradecidos...

    Abraços eco transformadores

    ResponderExcluir