sábado, 5 de março de 2011

Quatorze horas de sono

Os bichos-preguiça têm esse nome porque além de dormir por 14 horas diárias, fazem todos os seus movimentos muito lentamente, como se estivessem sempre em câmera lenta. Elas levam um minuto para avançar de dois a quatro metros. São mamíferos placentários (classe Mammalia) de porte médio (entre 2,5 e 6,0 kg e medindo de 48,5 a 70 cm, quando adultos) que vivem no alto de árvores das florestas tropicais desde a América Central até o norte da Argentina. São, portanto, animais de hábito arborícola. Preferem árvores altas, com copa densa e volumosa, cheia de cipós para poderem se dependurar e se camuflar. Seus movimentos lentos e a coloração escura de seus pêlos facilitam a sua camuflagem. Têm garras muito longas e muito fortes que são usadas para subir em árvores e para se dependurar em galhos com facilidade. Apesar de parecerem ameaçadoras as garras não são usadas como defesa. Estes animais passam  a maior parte do tempo dependurados nos galhos das árvores, boa parte do tempo de cabeça para baixo.

Como a temperatura corporal destes animais fica sempre muito próxima da temperatura ambiente, variando entre 27º e 34,5ºC, eles são considerados homeotérmicos  imperfeitos. Isto é uma maneira de economizar o gasto de energia.

Os bichos-preguiça são animais solitários e cada um tem seu território próprio definido, onde permanece a maior parte da vida. Cada animal costuma ter em seu território uma árvore preferida, na qual passa a maior parte do tempo.

As preguiças fazem quase tudo no alto das árvores: nascem, crescem, se alimentam, se acasalam e, principalmente, dormem... Só descem a cada sete ou oito dias para fazer suas necessidades fisiológicas (urinar e defecar) ou, mais raramente, para trocar de árvore em busca de alimento já que, normalmente, a troca de árvores é feita pelo alto mesmo. No chão as preguiças são ainda mais lentas e ficam muito vulneráveis aos predadores.
        
Classificação



bicho-preguiça
Derek Dammann © istockphoto.com
As famílias de preguiça se diferenciam
pelo número de dedos na mão

As preguiças são divididas em duas famílias de acordo com o número de dedos que tem nos membros anteriores (mãos). Os animais da família Bradypodidae têm três dedos e pertencem ao gênero Bradypus, com quatro espécies. A outra família, Megalonychidae, tem duas espécies do gênero Choloepus, inclui os bichos-preguiça com dois dedos. Além disto, os animais da família Bradypodidae são bem mais dóceis do que os da família Megalonychidae. Mais informações nos itens abaixo.

Bradypodidae


  • Bradypus tridactylus - Distribui-se da América Central até o Norte da Argentina  (Venezuela, Bolívia, Rio Orinoco, Guianas e norte do Brasil). Pesa entre 2,5 e 5,5 Kg e mede até 75 cm.
  • Bradypus torquatus – Esta espécie é endêmica dos remanescentes florestais da Mata Atlântica da Bahia, do Espírito Santo e do Rio de Janeiro. Pesa entre 3,6 e 4,2 kg e mede entre 45 e 50 cm. Considerada ameaçada pela IUCN. 
  • Bradypus variegatus - Está espécie ocorre desde Honduras ao norte da Argentina e Brasil. As fêmeas pesam em média 4,2 Kg.
  • Bradypus pygmaeus – Está espécie foi descoberta e descrita somente em 2001. É endêmica da Ilha Escudo de Veraguas, Arquipélago Bocas del Toro, no Panamá e é a única espécie que não ocorre em território brasileiro. É o menor dos bichos-preguiça medindo entre 48,5 e 53 cm e pesando entre 2,5 e 3,5 kg. É classificada pela União Mundial para a Natureza (IUCN) como criticamente ameaçada, principalmente porque tem uma área de ocorrência muito restrita.

Megalonychidae
  • Choloepus didactylus - Encontrada da América central até o norte da América do sul, incluindo áreas de florestas do Brasil e do Peru.
  • Choloepus hoffmanni - Vive em florestas das Américas Central e do Sul da Nicaraguá até o Peru e regiões centrais do Brasil. Pesa até 5,7 kg e mede entre 54 e 70 cm. 




Habitat -  Florestas tropicais

Distribuição - Américas Central e do Sul

Longevidade - 
20 anos na natureza e entre 30 e 40 anos em cativeiro

Gestação -  11 meses

Cuidados com o filhote
- 9 meses

Número de filhotes
- 1



Espécies e nomes comuns (português e inglês)

Bradypus tridactylus  - 
Preguiça-de-bentinho ou Pale-throated Three-toed Sloth

Bradypus torquatus  - Preguiça-de-coleira ou Maned Three-toed Sloth

Bradypus variegatus - 
Preguiça-comum ou Three-toed sloth

Bradypus pygmaeus  - Preguiça-anã  ou Pygmy Three-toed Sloth

Choloepus didactylus  -
Preguiça-de-dois-dedos ou Linné's Two-Toed Sloth

Choloepus hoffmanni  -
Preguiça-real ou Hoffmann's Two-Toed Sloth

Ficha técnica

Ordem -  Xenarthra (antiga Edentata)

Famílias
-  Bradypodidae (três dedos) e Megalonychidae (dois dedos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário