quinta-feira, 17 de março de 2011

Procriação

Os aligatores quase foram extintos nas décadas de 50 e 60, nos Estados Unidos. Mas, quando foram protegidos contra a caça, eles conseguiram se recuperar rapidamente em razão de seu comportamento exclusivo de reprodução.
Os aligatores se reproduzem na primavera. A fêmea constrói um ninho de lama e vegetação com aproximadamente 1 metro de altura por 2 metros de diâmetro. Ela põe de 30 a 50 ovos e os enterra na vegetação em decomposição. Os ovos são brancos, duros e levemente maiores do que um ovo grande de galinha.
O ninho fornece calor - é como se fosse uma grande pilha de compostagem que aquece naturalmente por causa da vegetação em decomposição. Os ovos de jacaré são influenciados pela temperatura. Se a temperatura estiver perto dos 26°C, os filhotes serão fêmeas. Se a temperatura estiver logo abaixo de 32°, eles serão machos. Para temperaturas entre esses dois valores, os filhotes podem ser de qualquer sexo.





A mãe protege o ninho de predadores, como os guaxinins, enquanto os ovos estão chocando. Quando os ovos chocam, depois de 40 dias, os filhotes fazem barulho e a mãe os retira do ninho. Os filhotes e a mãe ficam perto do ninho e a mãe os protegerá se eles tiverem algum problema ou se começarem a "chorar". Esse comportamento protetor é muito raro nos répteis modernos, mas sabemos que era comum em determinadas espécies de dinossauros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário