quarta-feira, 16 de março de 2011

Pesquisadores do Sul da Califórnia encontram detritos de plástico em peixes

O lixo que flutua nas águas do Oceano Pacífico pode afetar a nossa alimentação

Por: Ricardo Giacommini Foto/Ilustração: flickr/5imdc e O Estado de S. Paulo Publicado em: 03/2011
Desde 2008 uma pesquisa realizada pelos institutos Marine Research Foundation (Fundação de Pesquisa Marinha Algalita) e California Costal Water Research Project (Projeto de Pesquisa das Águas Costeiras da California). Segundo os pesquisadores, 35% dos peixes apanhados estão com pedaços de plástico em seu estômago.
Os pesquisadores dissecaram centenas de peixes-lanterna e chegaram a encontrar 83 fragmentos de plástico em um único peixe. Para os especialistas, muitos tipos de lixo não são dissecados com as ondas e a exposição ao sol.
Os peixes como o dourado-do-mar e o atum também foram encontrados com pedaços de plástico no estômago.
“À medida que os pedaços se fragmentam, eles vão ficando do tamanho e com a textura de um alimento natural, a observação conta que toda a rede alimentar está sendo contaminada pelo plástico”, conta Charles Moore, fundador da Fundação Algalita.
A pesquisa resultará ainda este mês em um encontro com adolescentes de 13 países que trocarão idéias sobre como combater a poluição nos oceanos. A 5ª Conferência Internacional sobre detritos Marinhos será realizada em Honolulu, Havaí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário