Os carrapatos duros e moles se diferenciam pela maneira como se comportam e encontram comida. Os carrapatos moles geralmente vivem nos ninhos e nas tocas dos animais. As fêmeas depositam seus ovos no ninho de seu hospedeiro. As larvas, as ninfas e os adultos andam pelo ninho em busca de hospedeiros. Eles costumam se alimentar à noite e não passam muito tempo presos ao hospedeiro. Enquanto os carrapatos duros podem passar dias consumindo o sangue de um hospedeiro, os moles freqüentemente se alimentam no mesmo tempo que uma pulga leva para fazer isso.

blacklegged tick
Foto cedida por CDC/James Gathanay, William Nicholson
Um carrapato investigador de patas negras
Os carrapatos duros, por outro lado, encontram comida através de um comportamento conhecido como investigação. Um carrapato investigador se posiciona em uma parte da grama, uma folha ou outra vegetação. Ele estica suas patas tenazes e espera até que os hospedeiros passem. Os carrapatos não podem pular ou cair sobre os seus hospedeiros, então quando o hospedeiro encosta em um carrapato investigador, ele simplesmente se agarra na vítima. Em muitas espécies de carrapatos, as larvas investigam no nível do chão. As ninfas sobem um pouco mais alto na vegetação para encontrar hospedeiros um pouco maiores. Os adultos sobem mais alto que os outros na tentativa de encontrar animais grandes para serem usados como hospedeiros.
A investigação costuma envolver muita espera, e pode parecer que um método tão aleatório não seja muito bem-sucedido. Mas os carrapatos usam vários sinais para decidir quando e onde investigar. Muitas espécies de carrapato têm olhos e podem detectar cor e movimento. Carrapatos duros e moles podem detectar dióxido de carbono (CO2) que os animais produzem quando expiram. Seguindo esses sinais, os carrapatos têm uma boa chance de encontrar hospedeiros.

questing illustration
Os carrapatos usam a vegetação para encontrar hospedeiros adequados. As larvas esperam em uma vegetação baixa para encontrar hospedeiros pequenos. Os adultos sobem até pontos mais altos das ervas daninhas, moitas e arbustos para esperar por hospedeiros maiores.
Algumas espécies de carrapatos duros não passam muito tempo investigando. Eles encontram um hospedeiro enquanto são larvas e permanecem nele a vida inteira. Eles são conhecidos como carrapatos de um hospedeiro. Algumas espécies são carrapatos de dois hospedeiros. Eles se desenvolvem de larva para ninfa em um hospedeiro e depois encontram um outro, maior que o primeiro, quando se tornam adultos. A maioria das espécies de carrapatos duros tem três hospedeiros, que se alimentam e voltam para o solo em cada estágio de suas vidas.
Como os carrapatos dependem de sangue para se alimentar, eles têm o potencial de transmitir doenças de um hospedeiro para o outro. Vamos ver algumas das doenças que os carrapatos podem transmitir e como os médicos podem tratá-las.