Os jacarés e os aligatores são répteis, membros da ordem dos Crocodilia, mais especificamente da família Alligatoridae. Essa ordem é composta por 23 espécies diferentes, nos gêneros Alligator, Caiman, Melanosuchus e Paleosuchus. Enquanto os aligatores (gênero Alligator) são mais comuns na América do Norte, os jacarés, que incluem os demais gêneros, são mais mais comuns na América do Sul. Já os crocodilos pertencem à família Crocodylidae, e predominam na África, Ásia e Oceania.


Os crocodilianos têm cabeça grande, corpo de lagarto,
quatro pernas curtas e grossas e um rabo comprido

A forma básica do corpo da ordem dos Crocodilia já existe há mais de 180 milhões de anos, tornando os jacarés e crocodilos verdadeiros dinossauros vivos. Todos esses animais apresentam o mesmo formato básico: cabeça grande, corpo longo de lagarto, quatro pernas curtas e grossas e um rabo comprido.



Os aligatores machos têm, em média, 3,5 metros de comprimento e 270 quilos, enquanto as fêmeas possuem 2,5 metros de comprimento e pesam aproximadamente a metade dos machos. Na verdade, os machos podem ser maiores que isso, e não é raro atingirem os 500 quilos. No parque Alligator Adventures (em inglês), em Myrtle Beach, nos Estados Unidos, um grande crocodilo chamado Utan pesa 910 quilos e tem quase 6 metros de comprimento. Ele é conhecido como o maior crocodilo em cativeiro do mundo. Há uma boa apresentação interativa sobre o Utan disponível no site Alligator Adventures (em inglês).
Os jacarés e aligatores são animais de água doce e podem ser encontrados em lagos, lagoas, rios e canais de irrigação. Como são répteis de sangue frio, preferem e precisam do clima quente, o que restringe as suas populações às áreas tropicais ou semitropicais das Américas.

Jacarés brasileiros
Não existem aligatores e crocodilos no Brasil. Os únicos crocodilianos encontrados em nosso território são os jacarés - que são em muitas espécies e tamanho. O maior e mais perigoso deles é o jacaré-açu (Melanosuchus niger), encontrado na Bacia Amazônica, e que pode atingir até 5 metros de comprimento e 500 kg. Outras espécies bastante comuns são o jacaré-do-Pantanal (Caiman crocodilus yacare), presente em toda Bacia do Rio Paraguai, e o jacaré-de-papo-amarelo (Caiman latirostris), encontrado do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul, ambos menores. Essas e outras espécies, apesar de já terem sido bastante comuns, hoje vivem em populações pequenas, graças principalmente à caça indiscriminada.

Embora existam informações de que um jacaré tenha vivido mais de 100 anos em cativeiro, o tempo normal de vida desses animais é de 40 anos na vida selvagem.