quarta-feira, 2 de março de 2011

Em defesa do meio ambiente

Escola do Eusébio trabalha, junto com os alunos e seus pais, ações que ajudam a preservar o meio ambienteEusébio. Sensibilizar e conscientizar alunos, pais e funcionários para a importância da conservação e preservação do meio ambiente em que vivem. Esta é apenas uma das metas do trabalho desenvolvido por profissionais da Escola de Ensino Médio e Fundamental Raul Tavares II, localizada no Bairro Jabuti.

Lançado em janeiro deste ano, o Projeto Tudo se Transforma, pretende, por meio da educação ambiental, melhorar a qualidade de vida não apenas na escola, mas, também, nos lares e em toda a comunidade.

Para que isso aconteça, professores estão utilizando múltiplas ações de conscientização e mobilização, dentro e fora das salas de aula. Diariamente, todos os envolvidos são orientados a fazerem o uso dos "três ´R´": redução, reutilização e reciclagem do lixo. Assim, no decorrer do projeto, a escola espera modificar, de forma significativa, o modo de pensar e as posturas individuais e coletivas destas pessoas com relação aos resíduos que produzem.

As notas do boletim e o comportamento das crianças não são os únicos temas abordados durante as reuniões entre pais e professores. O assunto reciclagem também tem o seu espaço garantido neste dia. A escola aproveita os encontros com os pais para orientar as famílias a realizarem a reciclagem e a coleta seletiva em suas casas.

Dentro da sala de aula ou nos laboratórios de informática, com a ajuda da internet, os jovens descobrem os danos que o lixo está causando ao planeta terra e o que pode ser feito para diminuir esses problemas. É ainda na parte teórica que eles aprendem os benefícios obtidos por meio da reciclagem e também a observar os danos que os resíduos não reaproveitados podem gerar futuramente.

"Lembramos para as crianças que reciclando um papel elas não estão apenas economizando, mas também colaborando para que não seja derrubada outra árvore da natureza", explica o professor Kerginaldo Araújo. Em seguida, a experiência adquirida com a teoria é exercitada no pátio da escola com a coleta seletiva e também na pequena horta onde os jovens aprendem a fazer a reciclagem de garrafas pet e a compostagem dos resíduos orgânicos produzidos no local.

É assim que as crianças descobrem o que pode ser feito com aquele resto de comida como arroz, feijão e macarrão. "Orientamos como os alunos devem fazer a compostagem, ou seja, a transformação de lixo orgânico em adubo. Na horta da escola ensinamos a quantidade correta de areia e lixo para adubar as plantas", diz o professor.

Segundo Araújo, utilizar resíduos orgânicos é a melhor forma de adubo devido a rápida decomposição dos alimentos, em média 20 dias. "Além de ser limpo e não exalar mal cheiro como outros tipos de adubo".

Durante o projeto "Tudo se transforma", os jovens aprendem também como cortar garrafas pet para fazer pequena fossa e a reutilizar caixas longa-vida para colocar mudas de plantas. "A horta é uma espécie de laboratório, o incentivo é deixá-las à vontade. É um local onde elas podem construir algo diferente do que se vê na sala de aula e podemos falar de ciência praticando. Isso é ao mesmo tempo simples e maravilhoso", diz.

MetasAté janeiro de 2012, os profissionais da Escola de Ensino Médio e Fundamental Raul Tavares II, pretendem reciclar 100% do lixo orgânico na fabricação de composto para ser utilizado na própria escola, em hortas e árvores frutíferas e 100% do papel e do plástico. "Até agora tivemos um êxito e já estamos reciclando todos os resíduos orgânicos produzido aqui", garante.

Segundo o professor, a escola e a comunidade exercem papel fundamental na contribuição para essa conservação e preservação do meio ambiente. "É um tema que atualmente está em pauta e que também faz parte da educação social. O aluno tem que entender que estamos enfrentando problemas devido ao descuido com o meio ambiente", diz. "Essas crianças fazem parte de uma nova geração. Então, cabe também às escolas semear nelas a reciclagem para que elas possam praticar isso no futuro", conclui ele.

O prefeito do Eusébio, Acilon Gonçalves, destaca o trabalho. "Com a criação da Autarquia Municipal de Meio Ambiente (AMMA) esse trabalho ficou mais centralizado. Agora, neste ano, lançaremos um grande projeto de reciclagem", promete.

Meta
100 por cento de reciclagem do lixo orgânico e 100% do papel e do plástico. Esta é a meta dos profissionais da Escola de Ensino Médio e Fundamental Raul Tavares II, até janeiro de 2012.


Os estudantes vivenciam como podem trabalham por um mundo melhor aprendendo, por exemplo, transformar restos de comida em adubo para ser utilizado na horta
FOTO: DIVULGAÇÃO
Clique para Ampliar
As crianças estão participando da criação e manutenção de uma horta, além de reciclagem de garrafas pets


MAIS INFORMAÇÕES
Escola de Ensino Fundamental e Médio Raul Tavares II
Rua Lourival Sales, S/N, Jabuti, Eusébio
Telefone: (85) 3250.2181

Nenhum comentário:

Postar um comentário