quinta-feira, 3 de março de 2011

A comunicação das baleias

 

Nos últimos cem anos, a atitude mundial em relação às baleias mudou bastante. Elas não são mais vistas como criaturas apavorantes como mostrado no filme "Moby Dick" e um esforço de proteção no mundo inteiro reduziu de forma considerável a caça às baleias. Através de extensa observação, os cientistas puderam concluir que as baleias são normalmente criaturas pacíficas, brincalhonas e que têm um alto nível de inteligência. 



Foto cedida pelo NOAA
As jubartes macho são conhecidas pelas suas longas canções, que podem durar até 30 minutos e ser ouvidas a quilômetros de distância


Mas, as baleias ainda continuam tendo um certo mistério para nós. Muitas informações obtidas por pesquisadores levantaram algumas questões principalmente sobre a comunicação das baleias. As jubartes macho são as que mais emitem sons, produzindo uma complexa seqüência de lamentos, gritos agudos e sons ocos. Esses barulhos são algumas vezes combinados em uma música que dura até 30 minutos. O que é surpreendente sobre essas canções é que as baleias repetem literalmente esses mesmos sons várias vezes e, em uma região específica, cada macho emitirá a mesma canção fazendo pequenas mudanças de vez em quando para que evolua de uma forma diferente com o passar do tempo.
Esse comportamento parece estar relacionado com a reprodução. Durante o temporada de acasalamento, o macho começa a longa seqüência de sons, parando somente para se juntar com alguma fêmea que passa, nadando junto com ela e com o filhote. Eventualmente, macho e fêmea mergulham em direção ao fundo para acasalar. Parece lógico que a canção do macho atraia a fêmea, mas o som se propaga por muitos quilômetros atraindo também outros machos para a área. É muito estranho que o macho queira chamar a competição, a não ser que ele tente testar a sua força com os outros. Alguns pesquisadores acreditam que as canções são, na realidade, competições de força.
As baleias não produzem sons da mesma maneira que nós. As nossas cordas vocais não funcionariam tão bem debaixo d´água. As baleias produzem sons inalando ar através da cavidade nasal que fica em frente dos buracos respiratórios. Em baleias com dentes, os sistema de produção de sons envolve um arranjo complexo de tecidos de gordura. Nas baleias cachalotes e nos golfinhos, estas estruturas de som são tão grandes que elas possuem um evidente formato arredondado na testa. Os cientistas não entendem exatamente como funciona a produção de som das baleias, mas sabem que isso não se parece com nada conhecido no reino animal.
As baleias jubarte e a maioria das outras espécies produzem uma vasta gama de sons diariamente. Muitas espécies parecem formar laços estreitos entre si e os sons talvez sirvam para que as outras saibam onde estão e o que estão fazendo. A água é excelente para conduzir o som e os sons das baleias podem ser muito altos, então, elas podem se comunicar através de centenas ou talvez milhares de quilômetros. Os especialistas estão preocupados que a poluição sonora causada por plataformas petrolíferas de perfuração em alto mar e outras atividades no oceano estejam abafando esses sons e obstruindo o sistema de comunicação de longa distância das baleias.


Diferentes sons
Certas espécies de baleias produzem um som próprio e distinto.


Muitos pesquisadores acreditam que as baleias possuam uma capacidade de linguagem sofisticada. Elas têm cérebros enormes com características complexas que os biólogos associam a uma alta inteligência, mas a extensão da capacidade não está clara. Muitas espécies exibem comportamentos inteligentes tanto em cativeiro como na natureza. Elas aprendem tarefas complexas e demonstram habilidades avançadas na solução de problemas.
As baleias também têm memória excelente e isso está evidenciado nos seus padrões migratórios. Veremos na próxima seção como as baleias parecem lembrar de alguns pontos em particular ao longo da costa e através de todo o oceano, pois retornam para o mesmo local de alimentação ano após ano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário